26 de maio

GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais
Maria da Penha ONLINE Governo do Distrito Federal
20/03/24 às 16h05 - Atualizado em 20/03/24 às 16h05

Viaduto do Itapoã/Paranoá terá vistorias semanais até inauguração

COMPARTILHAR

Elevado é fundamental para dinamizar o fluxo de veículos no ponto estratégico, além de reduzir engarrafamentos recorrentes no local

Representantes de alguns dos principais órgãos e empresas do Governo do Distrito Federal (GDF) visitaram as obras do Viaduto do Itapoã/Paranoá nesta quarta-feira (20). O encontro será rotineiro até a inauguração completa da estrutura, prevista para 20 de abril, véspera do aniversário de Brasília.

A vistoria é organizada pela Secretaria de Governo (Segov) e tem como objetivo acertar os últimos detalhes antes da entrega. “Estamos na reta final. É importante acompanhar de perto. Temos uma equipe extremamente competente e é fundamental sentir esse empenho e envolvimento com o objetivo que nós temos, de entregar a obra para a população”, explica o titular da pasta, José Humberto Pires de Araújo.

Com investimentos de R$ 33 milhões do GDF, a obra viária conecta a DF-250 à DF-015, e faz parte de um complexo que também prevê a duplicação de outro trecho da via, bem como a sinalização de passagens seguras para pedestres no local.

Participaram da vistoria, além de José Humberto Pires de Araújo, o secretário de Transporte e Mobilidade, Zeno Gonçalves; o presidente do Departamento de Estradas de Rodagem (DER-DF), Fauzi Nacfur; e representantes da Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap), da Superintendência de Limpeza Urbana (SLU) e da Companhia Energética de Brasília (CEB). Também estiveram presentes os administradores do Paranoá, Wellington Cardoso de Santana, e do Itapoã, Dilson Bulhões.

Mobilidade e segurança

O viaduto deve solucionar os recorrentes congestionamentos na região, especialmente nos horários de pico. A construção é executada por um consórcio de empresas terceirizadas e gerou cerca de 200 empregos diretos e indiretos.

Em dezembro, o DER liberou as pistas superiores do viaduto, facilitando o acesso assim que o trecho foi concluído. A medida contribuiu para dinamizar a circulação pela região, reduzindo o tempo de deslocamento e os congestionamentos antes mesmo da entrega integral da obra viária.

Ao todo, o elevado terá dois níveis: o inferior, com acesso entre Sobradinho e a Barragem do Paranoá, e o superior, entre a região de condomínios e o Lago Norte. Tanto a parte inferior quanto a superior terão três faixas em cada sentido. Além disso, haverá nove alças de acesso para o viaduto.

Segundo o secretário de Governo, a entrega contará com acessos seguros para a passagem de pedestres e um projeto mais audacioso para o futuro, com a construção de passarelas no local.

“Esta é uma entrega muito importante para Paranoá, Itapoã e toda a região. O que já vai ficar bom com a entrega do viaduto, ficará melhor ainda com os projetos futuros que estamos preparando”, destaca.

Complexo viário

O governo também prevê, além do viaduto, a duplicação da DF-250 e a abertura de um trecho da DF-456, em um “complexo de obras que irá facilitar a mobilidade” dos cidadãos que circulam nas regiões administrativas, segundo Fauzi Nacfur.

“Estamos em uma reunião muito importante que, além de ligar duas cidades importantes – Paranoá e Itapoã –, ainda é caminho de toda uma população que vem de Planaltina, Vale do Amanhecer, Arapoanga, Sobradinho e Colorado, visando a barragem do Paranoá para chegar ao Plano Piloto”, destaca.

Segundo ele, trata-se de um “ponto de passagem” estratégico. A estimativa do órgão é que entre 60 mil e 70 mil motoristas passem pelo local diariamente. “É uma entrega muito importante, que na verdade é um complexo de obras que dão mobilidade aqui”, segue.

Mapa do site Dúvidas frequentes