26 de maio

GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais
Maria da Penha ONLINE Governo do Distrito Federal
15/03/24 às 15h09 - Atualizado em 15/03/24 às 15h09

Itapoã ganha escola classe com capacidade para 1,2 mil alunos

COMPARTILHAR

Investimento é superior a R$ 10,5 milhões e estrutura atende alunos do 1º ao 5º anos do ensino fundamental

O primeiro dia de aula do pequeno Davi, 4 anos, foi repleto de diversão e sorrisos. Ele é um aluno da Escola Classe 203 do Itapoã, entregue pelo governador Ibaneis Rocha nesta sexta-feira (15). Construído com aporte de R$ 10.588.209, o espaço tem capacidade para atender até 1.200 estudantes da educação infantil e do 1º ao 5º anos do ensino fundamental.

Davi é um dos mais de 600 alunos já matriculados na unidade de ensino. “A estrutura é muito boa: tem quadra, parquinho e muito espaço”, avalia o pai do menino, o ajudante de serviços gerais Júnior Venâncio, 22. Ele e a esposa celebraram a entrega da escola, que já entrou para a rotina da família. A criançada já começou a desfrutar do equipamento. “Ele contou que gostou da professora, fez amiguinhos e que foi muito legal”, compartilha.

Durante a cerimônia, o governador Ibaneis Rocha destacou a união do governo para conseguir entregar infraestrutura à população e a importância da educação na vida das pessoas.

“A gente vem cuidando da educação em todas as idades. Esse ano serão 17 CEPIs que estão sendo construídos e serão entregues à população para que a gente possa diminuir as filas das creches no DF. Nosso intuito é criar escolas próximas às residências e conseguir um menor número de alunos transportados, e isso se faz construindo mais escolas, onde zeramos as filas das crianças que aguardavam por uma vaga. O nosso objetivo é cuidar da educação para que as famílias tenham condições de criar seus filhos cada vez melhor”, apontou o governador Ibaneis Rocha durante a entrega da escola.

O valor investido na EC 203 é proveniente dos recursos da Companhia Imobiliária de Brasília (Terracap). Já a execução da obra ficou a cargo da Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap), por meio de convênio com a Secretaria de Educação (SEE-DF). A escola fica no condomínio Del Lago II e tem, aproximadamente, 4,4 mil m² de área construída.

“Essa é uma obra moderna que atende alunos e professores. Temos em andamento mais 49 obras, incluindo construção de creches, escolas e reformas”, detalhou o secretário executivo da Secretaria de Educação, Isaías Aparecido.

O prédio conta com três pavimentos, 18 salas de aula, laboratórios de informática e ciências, auditório, biblioteca, refeitório, cozinha e depósito, secretaria, sala de direção e de apoio, sala de professores e servidores, oito banheiros, parquinho, horta, quadra coberta, guarita, bicicletário e estacionamento com 30 vagas. Há também rampas, corrimãos e todos os banheiros têm um box com acessibilidade, além do banheiro específico para pessoas com deficiência.

“Essa gestão é marcada pelo atendimento universal em todos os segmentos, de vias públicas a pontes e viadutos. Mas, é a engenharia social que mais nos empolga. Aqui temos uma escola de primeiro mundo”, acrescentou o presidente da Novacap, Fernando Leite, ao falar da infraestrutura à disposição dos alunos.

À frente da Terracap, o presidente Izídio Santos reforçou a importância de a empresa investir recursos em equipamentos públicos. “A Terracap investe em outras escolas também, e aqui são mais de R$ 10 milhões, entregando à sociedade e para toda essa região toda uma escola moderna, muito bem projetada e muito bem construída. Esse é o papel social da Terracap, levar à sociedade parte do lucros na comercialização de imóveis no DF”, argumenta.

Já o administrador regional do Itapoã, Dilson Bulhões, caracteriza a entrega da escola como uma adição valiosa para o desenvolvimento educacional local. “Para o Itapoã é um ganho muito grande porque acabou com o déficit de vagas que tínhamos aqui na nossa cidade”, enfatiza.

Comunidade agradece

A dona de casa Patrícia dos Santos, 49, está contente com a entrega, uma vez que não precisará mais levar o filho para estudar em outro bairro. Ela mora a 10 minutos da EC 203 e já imagina o quanto o espaço será proveitoso para o filho, o pequeno Davi, 4. “Estou muito feliz, estava querendo que inaugurasse logo essa escola para ele vir pra cá. A escola é bem ampla, tem bastante espaço para a criança brincar”, avalia.

A dona de casa Josi Silva, 23, acredita que a creche vai ser um marco no aprendizado do filho. “Vai ajudar muito porque ele fica em casa muito ansioso, sempre diz ‘mamãe, quero estudar.’ É uma criança cheia de energia”, conta ela, que é mãe de dois meninos, um de 4 anos e outro de 10 meses. “Vai ser bom para mim também, porque vou ter um tempo livre para poder organizar a minha vida e a minha carreira”, diz.

Educação priorizada

Josi Silva: “Vou ter um tempo livre para poder organizar a minha vida e a minha carreira” | Foto: Tony Oliveira/Agência Brasília

Em fevereiro do ano passado, o GDF entregou a primeira unidade de ensino do Itapoã Parque. Com investimento de R$ 9,4 milhões, a EC 502 tem 5.654 m² de área construída, com 17 salas de aula, acessibilidade, ginásio poliesportivo, parquinho com piso emborrachado, teatro de arena e mais. Outro espaço de aprendizado será entregue em breve na cidade. A EC 401 terá capacidade para 1.360 alunos, distribuídos nas 17 salas de aula.

O Itapoã faz parte da Regional de Ensino (CRE) do Paranoá, e as duas cidades, juntas, hoje somam 38 escolas, incluindo a EC 203. A coordenadora substituta da CRE do Paranoá, Ana Lúcia Batista, afirma que as unidades atendem cerca de 25 mil alunos. “Tínhamos uma demanda reprimida em torno de 600 alunos e, com a inauguração da escola, conseguimos trazê-los para a educação”, comenta. “Serão ofertadas vagas para esses alunos que moram perto da comunidade e que estão em salas cheias. O objetivo é oferecer educação o mais perto possível da casa daquela criança. Então, essa escola, além de ser muito bem adequada, vai levar os estudantes para perto de casa”, pontua.

Atualmente, quatro escolas classe estão com obras em andamento, sendo duas em Samambaia, uma em Ceilândia e uma no Itapoã Parque. Além disso, para expandir o acesso da população à educação de qualidade, o GDF também investe na construção de novos centros de educação da primeira infância (Cepi). Desde 2019, foram entregues unidades de ensino em Ceilândia, Samambaia, Pôr do Sol, Paranoá, Planaltina e outras regiões administrativas.

No último sábado (9), foi autorizada a construção da primeira creche do bairro Taquari, no Lago Norte, com aporte de R$ 6,3 milhões. A unidade será erguida na Quadra 4 do setor habitacional e atenderá, no máximo, 376 crianças de até 6 anos, em dois turnos (matutino e vespertino), ou 188 estudantes em período integral.

Há ainda outros 17 Cepis com obras em andamento, um em Samambaia, dois no Riacho Fundo e uma no Riacho Fundo II, duas no Recanto Das Emas, duas em Taguatinga, duas em Ceilândia, Taquari, Mangueiral, Guará, Santa Maria, Estrutural, Gama e uma na vila Telebrasília. No total, o investimento nas obras chega próximo a R$ 92 milhões.

 

Mapa do site Dúvidas frequentes